terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Das eleições

Entre o Vitorino Silva e o Paulo Morais estão os votantes em branco ou nulos. Embora, para efeitos práticos, contem tanto como os números da abstenção, para efeitos "morais" já não é bem assim: quem se abstem pode ter razões que em nada se relacionam com a descrença na política ou nos candidatos/listas apresentados, ao passo que quem vai votar expressa sempre uma posição. Por isso é que nunca me ouviram "chatear" ninguém para votar neste ou naquele, mas irão sempre levar comigo quando for hora de ir pôr o boletim na urna.

Sem comentários: